Como o Instagram sugere posts no Feed e Explorar; e como melhorar?

Em junho de 2021 o Instagram publicou um comunicado para explicar como ranqueia as publicações na rede social, tanto no Feed quanto no Explorar e na seção de Reels. Todas as decisões sobre o que aparece primeiro ou se será exibido para alguns usuários fica por conta dos vários algoritmos (não só um) da plataforma. Entenda como os posts são sugeridos no Instagram.

Por que a mudança para sugerir e ranquear posts?

O Instagram explicou que desde 2010, quando a rede social foi lançada, a única função era ser um feed cronológico de fotos. Com o passar do tempo e adoção dos usuários, ficou “impossível para a maioria das pessoas acompanharem tudo, deixando de lado publicações com as quais elas se importavam”.

Em 2016, os algoritmos começaram a entrar em ação para sugerir posts a partir dos interesses dos usuários. Segundo o Instagram, cada área do aplicativo trabalha com o próprio algoritmo, ranqueando postagens baseadas no comportamento do usuário. Mas, como?

Os posts do Feed: pessoas próximas primeiro

Para a rede social, o Feed e Stories são a casa das postagens de pessoas próximas, como amigos e família. Num primeiro momento, as publicações recentes aparecem primeiro. Depois, entram o que o Instagram chama de “sinais”, características que ajudam os algoritmos a entregar o conteúdo mais propenso a uma curtida.

Esses sinais incluem:

  • Informações do post: popularidade (quantidade de curtidas) e metadados como horário e data de publicação, localização, duração (em caso de vídeo) e tudo o mais que estiver adicionado ao post;
  • Dados da pessoa que postou: para identificar se a pessoa é relevante para o usuário que vai ver aquele post, isso inclui os sinais do quanto essas duas pessoas interagiram nas últimas semanas;
  • Atividade do usuário: inclui dados sobre os gostos identificados e quantos posts o usuário curtiu;
  • O histórico de interação com alguém: define o interesse do usuário nas publicações de outra pessoa, isso é mensurado a partir da interação, como a troca de comentários na publicação de cada um, por exemplo.
 

Há dezenas de sinais que ajudam o Instagram identificar a relevância de um post no Feed de determinado usuário. Além dos fatores acima, outras cinco considerações que a rede social elenca importantes são: a probabilidade de o usuário passar alguns segundos em um post, curtir, comentar, salvar e tocar na foto do perfil. O quão provável for uma dessas açõesmais peso ela terá e portanto aparecerá com mais frequência.

Contudo, há exceções

Por mais que o Instagram saiba identificar quando um usuário é relevante para outro, há exceções, como evitar mostrar vários posts da mesma pessoa numa sequência ou aqueles que já foram compartilhados do Feed no Stories.

Como funciona a aba Explorar do Instagram

A aba Explorar lista aquelas publicações de pessoas não seguidas pelo usuário, mas que trazem posts que talvez sejam interessantes de consumir. Para isso, os mesmos sinais que identificam o valor de uma publicação para alguém no Feed são aplicados na aba Explorar, com alguns diferenciais.

Há um cruzamento de interesses, o exemplo citado pelo Instagram é uma conta de culinária de um chefe de São Francisco que recebeu diversas curtidas por um usuário. A rede social analisa o que outras pessoas que também curtiram aquelas publicações de culinária estão gostando de ver e então sugere para o usuário. Os conhecidos “tópicos relacionados”.

Após coletar uma série de publicações interessantes, o Instagram as organiza no Explorar a partir dos mesmos critérios usados no Feed, pela prioridade de gosto e histórico de interação — considerando também o comportamento de usuários parecidos.

O peso maior dessa equação é o quanto as pessoas interagem com os posts da guia Explorar: o quão popular é em visualizações, curtidas, comentários, compartilhamentos e salvamentos.

Se o visitante do Explorar “gostar” de um conteúdo exibido ali, por um criador, é provável que esse criador volte a aparecer mais vezes — lembrando que essa interação é medida a partir do tempo e interação na publicação, como também a visita ao perfil da outra pessoa.

Os Reels

O Instagram cita que o objetivo do Reels é entreter o usuário (como se não fosse em todas as outras partes da rede social), mas o foco é entregar um conteúdo que faça o usuário assistir até o final, especialmente de pequenos criadores.

Os sinais de que um Reels funciona ou não para um usuário permanecem semelhantes aos demais do Feed e Explorar, com algumas diferenças presentes no recurso: é indicativo de interesse se o usuário assistiu até o final, gostou, compartilhou e comentou e se foi até a página do áudio usado.

O que não entra na lista de recomendações

No Feed, apesar de haver uma prioridade sobre o que é mais exibido, ainda são publicações de pessoas próximas, usuários seguidos. Na guia Explorar, é o Instagram que determina o conteúdo que é visto, portanto, fica fora do escopo de recomendação materiais sensíveis, de saúde, de finanças, caça-cliques ou fake news. As regras para recomendações são descritas nas diretrizes do Instagram.

No Reels, as mesmas regras de recomendação do Explorar são válidas, mas é evitado também incluir publicações com baixa qualidade de imagem, marca d’água (como anunciado que seria com os vídeos do TikTok repostados no Instagram), e de cunho político.

O que fazer para mudar as recomendações do Instagram?

Os algoritmos do Instagram identificam comportamentos e interesses, portanto, é preciso ter essa consciência para conseguir fazer alguma mudança no que é recomendado ou priorizado no Feed. Contudo, a rede social disse que há alguns “toques” que o usuário pode passar para tentar mudar a maneira como as publicações são entregues.

  • Escolher os “Amigos próximos”: dirá ao Instagram quais pessoas são importantes para o usuário;
  • Silenciar pessoas que deseja ver menos: um caminho para continuar seguindo, mas não ver mais o conteúdo de alguém;
  • Marcar postagens do Explorar como “Não tenho interesse”: essa marcação é feita ao segurar o toque em uma postagem na guia Explorar e selecionar a opção para o Instagram deixar de recomendar o perfil ou tópico.

Não é um processo definido do dia para a noite, tudo acontece silenciosamente, é construído com o passar do tempo. A intenção é que as sugestões e prioridades sejam naturais, só dessa forma o Instagram fideliza o usuário na plataforma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *