IPV6 e IPV4: o que é isso e por que você precisa saber sobre
Rackmount many hard disks drive in enclosure in the storage system and notebook in the data center

IPV6 e IPV4: o que é isso e por que você precisa saber sobre

Você sabe o que é IP? Ou ainda, já ouviu falar da transição do IPv4 para o IPv6? Tem alguma ideia de como isso é capaz de afetar o seu dia a dia na internet? Provavelmente, não, certo?

É por isso que preparamos um conteúdo completo para você entender de uma vez por todas o que essas siglas significam e a importância disso na sua rotina. Afinal, passamos a maior parte do tempo conectados, não é?

Então vamos lá!

O que é IP?

O IP (“Internet Protocol”, ou Protocolo da Internet) é um endereç, o seu endereço na rede. Cada dispositivo conectado à rede — seja ele um computador, tablet ou smartphone — possui um número exclusivo, denominado endereço IP ou número IP. É essa informação que identifica os aparelhos – e você-  na internet.

Para enviar informações de um computador para outro por meio da web, um pacote de dados contendo os endereços IP de ambos os dispositivos deve ser transferido pela rede. Sem esses endereços, os computadores não poderiam se comunicar e enviar dados uns aos outros. É por isso que o IP é essencial para a infraestrutura da web.

Uma das versões mais usadas do protocolo é o IPv4.

Mas então, o que é IPV4?

O IPv4 é a quarta e mais difundida versão do protocolo IP. Ele possui endereços no padrão 32 bits. Por ser mais antigo apresenta alguns problemas que vão de falhas de segurança incontornáveis até o esgotamento da sua capacidade de expansão. Hoje, em todo o mundo, já está bem difícil conseguir um endereço nesse padrão.

Você deve estar pensando como isto é possível, certo? Provavelmente você já ouviu que os endereços da internet estão acabando. Na verdade, o que ocorre é que os últimos blocos de endereços IPv4 da Internet já foram alocados — aqui no Brasil, isso aconteceu já há alguns anos.

Por muito tempo, os 32 bits no campo de endereço do IPv4 foram suficientes para cobrir todos os dispositivos conectados à rede: com 232 números IP no total, o protocolo é capaz de cobrir quase 4,3 bilhões de endereços.

Pode parecer muito, mas depois do avanço dos dispositivos móveis e da popularização da Internet das Coisas, a demanda por novos endereços ficou cada vez maior.

E o IPV6?

Esta é a sexta revisão do Internet Protocol. O IPv6 funciona de uma forma muito parecida a do IPv4, mas com uma diferença significativa: utiliza endereços no padrão 128 bits. Logo, ele pode suportar 2128 endereços na Internet — para ser exato, mais de 340 duodecilhões deles, o equivalente ao número 340 seguido por 12 zeros.

Ele surge para oferecer mais endereços numéricos, mas também simplificar as atribuições de endereços e os recursos adicionais de segurança de rede.

No entanto, muitos roteadores e servidores não suportam o novo protocolo, o que torna impossível a conexão entre um dispositivo com endereço IPv6 com um roteador ou servidor que só suporta IPv4.

É bom lembrar também que, como o IPv6 facilita ter mais dispositivos conectados e expostos na internet, ainda há alguns bugs e falhas de segurança que precisam ser corrigidos.

Deixe uma resposta