QUAL PLATAFORMA ESCOLHER PARA VER FILMES E SÉRIES?

Você certamente deve ouvir esse termo várias vezes ao longo da sua semana: serviço de streaming. Streaming, que vem do inglês, significa ‘transmissão’ e hoje vem sendo bastante utilizado para se referir a plataformas de transmissão de filmes, séries, vídeos e áudios.

Ou seja, se antes, para assistir a um filme, você precisava esperar passar na televisão ou alugar o DVD em alguma locadora, hoje basta acessar a sua plataforma de streaming e dar o play nesse filme.

O serviço de streaming foi, inclusive, um dos principais responsáveis pelo fim das locadoras e o “desapego” da população geral por assistir a filmes em canais abertos ou fechados.

No ano da pandemia, a adoção a esse modelo chegou a patamares bastante elevados. Uma pesquisa realizada pela Kantar IBOPE Media aponta que, durante o isolamento de 2020, 58% das pessoas assistiram  mais conteúdo via serviços de streaming pagos. No mundo todo, o total de assinaturas desse serviço chegou a 1,1 bilhão no ano passado, segundo dados da Motion Pictures Association.

Com todo esse crescimento, não é incomum ver constantemente novas plataformas surgindo. São novas opções que aparecem no mercado justamente para conquistar uma fatia da população.

Dá para bancar todas as plataformas de vídeos?

Não é todo mundo que pode custear todas essas plataformas de uma só vez mensalmente. Se algum brasileiro optasse por assinar os 10 principais serviços de vídeo por demanda, teria que desembolsar, por mês, cerca de R$ 280. O que é muita coisa para boa parcela da população.

Mesmo alguns custando R$ 9,90 e havendo promoções de desconto no primeiro mês que chegam ao valor de apenas R$ 1,99. Por outro lado, há assinaturas que chegam a R$ 59,90. No final do mês, esses valores somados podem fazer a diferença no seu orçamento.

Tendo em vista essa grande diversidade de plataformas, tipos e valores, é preciso fazer escolhas. Para ajudar você nisso, separamos algumas dicas que vão ajudar a assinar o serviço que mais se adequa às suas necessidades. 

O que considerar ao escolher um serviço de streaming?

Como já falamos, existe uma diversidade de plataformas de vídeo hoje em dia, para todas as idades, gostos, preferências e bolsos. Se você realmente precisa fazer escolhas e não gerar uma grande bola de neve de cifras na fatura do seu cartão, atente a alguns tópicos e priorize aqueles que melhor lhe atendem.

Afinidade com o conteúdo

Um dos primeiros parâmetros para definir qual serviço de streaming assinar é a afinidade. Ou seja, qual plataforma oferece conteúdos que mais tenham a ver com seus gostos e preferências.

Há opções que só oferecem filmes, outras são mais fortes com séries inéditas e outras têm uma programação infantil muito mais forte.

Se você é daqueles que gosta de tudo isso misturado, na medida certa, deve escolher uma que seja mais mista e ofereça programação para todas as idades e gostos.

Possibilidade de assistir onde e quando quiser

Praticamente todas as pessoas do planeta têm um smartphone à mão. Nesse aparelho, é possível fazer tudo, de qualquer lugar, a qualquer momento. Desde transações bancárias a conversas com quem está longe. Assistir a filmes e séries também entra no pacote.

Portanto, confira se a plataforma que deseja permite que você assista direto do seu celular, tablet, notebook ou computador. Desse modo, você não fica preso à TV da sua sala e pode assistir à vontade, na casa de um colega ou no caminho para o trabalho. 

impacto no orçamento mensal

Com essa grande diversidade de plataformas de streaming, a faixa de preço também é grande. Como falamos, há valores que vão de dez a sessenta reais. E, a depender da plataforma e do pacote, essas cifras podem aumentar ainda mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *