Robô aspirador é bom? Veja perguntas e respostas sobre o aparelho

Robô aspirador é bom? Veja perguntas e respostas sobre o aparelho

O robô aspirador de pó é um equipamento de limpeza autônomo que promete facilitar a vida dos usuários para deixar a casa arrumada. Os principais modelos disponíveis apresentam funções como aspirar, varrer e até mesmo passar pano no chão. É possível encontrar opções das marcas Mondial, Multilaser, Samsung e Xiaomi à venda no mercado nacional.

1. Robô aspirador substitui o aspirador comum?

Depende. O robô aspirador e o aparelho de aspiração comum possuem propostas de uso diferentes. O critério para a escolha deve ser baseado na necessidade e rotina de cada usuário. Isso porque cada um dos aparelhos limpa de forma distinta.

O robô aspirador pode ser uma boa opção para quem não tem tempo de limpar a casa devido à rotina. O funcionamento automático faz a limpeza dos ambientes enquanto o usuário está fora, trabalhando no home office ou relaxando nos momentos de folga, por exemplo. Já o aspirador comum requer que o usuário gaste tempo para a sua utilização.

Apesar disso, os modelos tradicionais são indicados para quem pretende realizar uma limpeza mais profunda, já que a potência dos aparelhos tende a ser maior em comparação com dispositivos autônomos e permitem limpar os cantos com maior precisão.

2. É possível programar a faxina?

Sim. Uma das vantagens dos robôs aspiradores é poder programar as faxinas com base na necessidade diária. A função pode ser interessante para quem não quer se esquecer da limpeza, ou até mesmo para aqueles que não querem ser atrapalhados pelo robô enquanto estão em casa, sendo possível agendar a atividade no período em que os moradores estão dormindo, por exemplo.

A função de programar a faxina está disponível em aparelhos intermediários, como o HO042, da Multilaser, que conta com três programas automáticos de limpeza e ainda retorna sozinho para a base quando a bateria acaba. Outro modelo que também contém a funcionalidade é o Mi Robot Vacuum MOP, da Xiaomi, que pode ser programado pelo celular e é compatível com assistentes virtuais.

3. Robô aspirador faz muito barulho?

Comparando com um aspirador regular, o robô autônomo tende a ser mais silencioso devido à potência baixa. No entanto, a limpeza pode demorar mais tempo por conta do funcionamento do motor. As características relacionadas entre barulho e potência variam entre os modelos.

Os aspiradores de pó comuns possuem uma leitura média de 70 decibéis, sendo considerado moderado/alto. Já os modelos robôs possuem uma média de nível de ruído de 60 decibéis.

4. O robô aspirador fica preso em obstáculos?

Como o robô aspirador é um dispositivo planejado para fazer limpezas automáticas, ele pode encontrar alguns obstáculos pelo caminho, como escadas e móveis. Por isso, os aparelhos possuem sistemas que evitam deixar o aparelho preso. As tecnologias podem usar sensores que conseguem rastrear o que está em sua volta ou até mesmo câmeras embutidas. O JetBot 90 AI+, modelo robusto da Samsung, promete criar um mapa 3D do ambiente para diferenciar objetos no chão.

O robô também não consegue subir em superfícies um pouco elevadas, como os tapetes, ou entrar embaixo de móveis muito próximo ao solo. Além disso, alguns pontos do ambiente podem deixar de receber a limpeza adequada. Isso porque brinquedos, calçados e demais itens espalhados pelo chão também podem ser considerados obstáculos, o que obriga o dispositivo de limpeza a realizar um desvio.

5. Quanto tempo dura a bateria?

Um ponto que deve ser levado em consideração na hora de escolher o modelo ideal é a duração da bateria. No geral, os robôs aspiradores têm, em média, autonomia entre uma e duas horas. Alguns equipamentos conseguem retornar à base para recarregar de forma independente, o que pode facilitar o trabalho do usuário, que não precisa ficar procurando o dispositivo pela casa se a bateria acabar.

Outro fator que vai influenciar a autonomia da bateria é o tamanho do ambiente que receberá a limpeza e os obstáculos a serem desviados. Quanto maior utilização dos sensores, mais rápido a bateria acaba.

 

6. Quais são os modelos e preços no Brasil?

O mercado brasileiro conta com uma grande variedade de robôs aspiradores. Uma das opções de entrada é o Multilaser HO041, que custa a partir de R$ 405. O modelo é capaz de limpar pisos frios, de madeira e até mesmo carpetes. Segundo a fabricante, o robô varre, aspira e também consegue passar pano.

Custando a partir de R$ 840, o ObaBox ObaDuster é um modelo que apresenta autonomia de bateria entre duas e três horas, segundo a fabricante. Para recarregar, o usuário precisa conectá-lo na tomada manualmente. São três rotinas pré-programadas e funciona em qualquer piso. Além disso, o modelo conta com um sensor para proteger o aparelho contra quedas.

Outra opção é o Samsung Powerbot-E VR5000RM, que é um modelo 2 em 1. O produto consegue tirar o pó e passar pano no chão. O diferencial está na conectividade Wi-Fi, que permite programar as rotinas de faxina pelo celular no aplicativo Smart Things. Além disso, é possível conectar o modelo com a assistente virtual do Google para controle por comando de voz. O modelo é oferecido por valores a partir de R$ 2.790.

Deixe uma resposta